quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Vejam cenas da novela Beto Rockfeller, de Braulio Pedroso (1968-69) na rede Tupi

Cenas da novela Beto Rockfeller, de Braulio Pedroso (1968-69) na rede Tupi. Essa novela revolucionou a televisao brasileira, marcando o fim dos melodramas mexicanos e criando uma linguagem nacional. A novela modernizou em todos os aspectos, os temas, os dialogos (que usavam girias e a fala normal das pessoas), a atuacao dos atores (que era mais naturalista), a trilha sonora (que usava musica popular da epoca). Mas alem da criacao de Braulio Pedroso, merito tambem tem que ser dado a Cassiano Gabus Mendes, que teve a ideia original da novela, e a Lima Duarte e Walter Avancini, que dirigiam a novela.

O sucesso dessa novela obrigou a Globo a reformular suas producoes, despedindo Gloria Magadan (que era responsavel pelas suas novelas) e investindo em novelas atuais, como Veu de Noiva, Pigmaliao 70 e Assim na Terra Como no Ceu (ate entao, a Globo so' produzia novelas de epoca). A ironia foi que a Tupi iniciou a revolucao, mas enseguida contratou a propria Gloria Magadan para escrever a proxima novela, que foi um grande fracasso, e as da Globo emplacaram, garantindo um publico fiel que nunca mais foi abalado.
Nessa cena Otavio (Walter Foster), pai da noiva Lu (Debora Duarte) tenta desmacarar Beto (Luis Gustavo), que estava enganando a familia para dar um golpe do bau.
É muito importante a gente compreender que a PRINCIPAL responsável pela perda da memória nacional é ELA MESMA, A TELEVISÃO. Em termos de documentação de nossa história somos um dos países com mais memória do mundo. O que perdemos foi culpa dos "misteriosos incêndios" e da falta de visão dos "grandes homens" de nossa televisão. E "misterioso" foi um dos incendios.
Todos os garotos da rua queriam ser igual ao Beto. Se alguém resolvesse refazer esta novela dificilmente encontraria um ator com o carisma do Luís Gustavo. O papel foi feito pra ele. Obrigado por compartilhar esta jóia.

Um comentário: