quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Confira momentos marcantes de 'Dancin' Days' Novela de Gilberto Braga estreou em 30 de julho de 1978 e mudou os costumes da juventude com a febre das

onde já se viu?

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

VÍDEO: Confira momentos marcantes de 'Dancin' Days' Novela de Gilberto Braga estreou em 30 de julho de 1978 e mudou os costumes da juventude com a febre das discotecas




Lançada em 1978, “Dancin’ Days”, que ficou no ar até 27 de janeiro de 1979, transformou em hit não só sua música-tema, interpretada pelas Frenéticas , mas toda a atmosfera vibrante e colorida que foi mote para a história escrita porGilberto Braga . A estréia solo do autor á frente de uma trama das 20h. Do cabelo à maquiagem, passando pelo figurino "discotheque", a inesquecível personagem Júlia Mattos, encarnada por Sônia Braga , lançava moda a cada capítulo. Maior símbolo dos “dias dançantes”, as meias ultracoloridas de lurex usadas com sandálias de salto alto foram febre nas pistas.
Nas capitais como Rio e São Paulo e no interior país, virou mania sair para dançar disco music. A nova onda motivou a abertura de discotecas que se tornaram palco para o público balançar ao som das músicas que ouviam em “Dancin’ Days”. A própria novela foi inspirada na boate de mesmo nome comandada por Nelson Motta no bairro da Gávea, que virou point de badalação no Rio no final dos anos 70.
Tão grande quanto a curiosidade criada em torno da trama – que reuniu ainda Joana Fomm, Antônio Fagundes e Glória Pires , entre mutos outros – foi o interesse despertado pela estética e comportamento explorados em “Dancin’ Days”. Além de emplacar a moda colorida e brilhante, a novela influenciou o comportamento do público, que se deparou na tela com temas típicos da classe média da época, como casamentos sem perspectiva e mulheres que tentavam defender seu espaço.





e na Globo...
Neste video, o último bloco de um capítulo de "Dancin Days", exibido em novembro de 78. A novela foi escrita por Gilberto Braga e teve direção geral de Daniel Filho.


Julia Matos, a protagonista da história, era uma ex-presidiária. Após 10 anos na prisão, ela tenta reconquistar seu lugar da sociedade e o coração da filha, Marisa, vivida pela jovem atriz Glória Pires . Música tema de Julia, Amanhã, de Guilherme Arantes, acompanhou sua trajetória nos momentos mais difíceis.


Há exatos 30 anos, em 10 de julho de 1978, estreava no horário nobre da TV Globo a novela "Dancin Days", de Gilberto Braga. Na época, o mundo vivia o auge da era Disco e a novela foi responsável pela popularização das discotecas no Brasil. Na abertura, a música tema das Frenéticas , "Abra suas Asas", mostrava cenas típicas daquele tempo: muitas luzes, cores e a famosa meia de lurex.
As performances e o estilo de Sônia Braga eram imitadas pela juventude da época. Da meia de lurex às coreografias da protagonista, o estilo de Julia Matos virou febre nacional. A trama tinha como um dos ambientes principais da discoteca Frenetic Dancin Days, no bairro de Copacabana, no Rio. Era lá que se passavam alguns dos principais conflitos da história.
A trama discutia as transformações da classe média urbana. Joana Fomm vivia a socialite conservadora Yolanda Pratini, irmã de Julia Matos. Yolanda cuidou de Marisa enquanto a mãe esteve presa. Confira no vídeo ao lado a briga entre as duas, na cena que conta com a participação de José Lewgoy e Reginaldo Faria.
Reginaldo Faria vive Hélio, o dono da Discoteca Frenetic Dancin Days. Ao som da disco e um show luzes de brilho, o lugar tornou-se palco para algumas das cenas mais marcantes da trama. As discotecas, inspiradas nos cenários de "Os Embalos de Sábado a noite", com John Travolta, passaram a ser o ponto de encontro de pessoas de todas as idades e classes.
Em um dos momentos marcantes da novela, Julia Matos tenta impedir o casamento de Marisa e Beto, vivido por Lauro Corona. Os dois foram obrigados a casar, após a gravidez inesperada da adolescente. Relembre a emoção de mãe e filha na cena ao lado.
Reveja a cena em que Hélio, rejeitado por todas as mulheres da discoteca, acaba a noite triste e solitário. Bêbado, ele chora após todos irem embora do local.
No último capítulo, o momento mais marcante de todos: a briga entre as irmãs Julia Matos e Yolanda Pratini. As duas discutem sobre Marisa e acabam rolando no chão, entre tapas. O barraco, no salão do hotel Copacabana Palace entrou na história da teledramaturgia brasileira e é relembrado até hoje.

Um comentário: