segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Dancin' days - 1978 e1973 - Eva Wilma protagoniza "Mulheres de Areia"

A brilhante interpretação dos atores valorizou grandemente os seus respectivos personagens. Meu personagem preferido nesta novela era a CARMINHA, vivido por Pepita Rodriguez com desempenho magistral, num personagem à altura de seu talento. Atualmente, Pepita faz mais teatro do que TV, e encena o divertido monólogo "PEPITA, HISTÓRIAS COM TORTILLAS", de sua autoria, em espaços que prestigiam, com muito bom gosto, atividades culturais e gastronomia, no Rio e em São Paulo.Uma das cenas mais lindas em novelas! Brilhou o talento de duas excelentes atrizes:Pepita Rodriguez e Yara Amaral. Sempre emocionam quando se vê esta cena! Não se fazem mais novelas como esta.
Cena linda! Um show de interpretacao que ja nao assistimos mais nas novelas de hoje. A teledramaturgia brasileira esta carentes de atores desse gabarito. Dancin' Days foi uma novela, exibida em 1978, do autor Gilberto Braga. É considerada um dos maiores clássicos da teledramaturgia. E essa cena comprova isso!! Yara Amaral, Pepita Rodrigues, Sonia Braga e Neuza Borges deram show!! Inesquecível! Arrebentou!! Grande texto, excelentes atrizes! Já não se fazem mais novelas como antigamente! E Carminha e Aurea.! O marido da Aurea morreu num acidente. Sensacional..Yara Amaral e Pepita Rodrigues na novelas Dancin Days de Gilberto Braga de 1978 - Tv Globo
do you tube
A abertura mais "fashion" de todas as novelas da globo. Um marco, Uma legenda, Um retrato de uma década... Imbátivel. Sem duvida Dancn Days entrou para o seleto time que fez com que teledramaturgia brasileira fosse reespeitada la fora. Novela inesquecivélPuxa vida, nostálgia em ouvir a música das Frenéticas em conjunto com a abertura da novela. Tudo passou muito rápido. è como imaginar como se fosse realidade este som da abertura naquela época em todas as casas, todos assistindo ao mesmo tempo essa novela. Que época maravilhosa onde as
pessoas queriam muito dançar e dançar e dançar... Nossa, que saudade!

Eva Wilma foi o destaque de "Perfil da Estrela", da coluna Helena Silveira vê TV, de 13 de agosto de 1973. Na época, ela vivia as gêmeas Rute e Raquel da primeira versão da novela "Mulheres de Areia", de Ivani Ribeiro.

Reprodução
Veja reprodução da página do jornal que traz a notícia
Veja reprodução da página do jornal que traz a notícia

A atriz declarou que acha a televisão "importantíssima porque se pode pedir a esse veículo que leve uma diversão não de embotamento mas que conduza as pessoas a raciocinar sobre as coisas".

Ela ainda ponderou que, sem a TV, muitos artistas não conseguiriam sobreviver.

Eva também falou à coluna sobre a sua experiência em Hollywood. "Foi importantíssimo para mim ter ido aos Estados Unidos fazer teste com Hitchcock, o gênio sádico, a própria definição da palavra 'estrelo'. Essa posição era válida, único jeito de afrontar o esquema massacrante da máquina de Hollywood".

"E a telenovela, Eva Wilma?", questiona Helena Silveira.

Divulgação
Eva Wilma faz as gêmeas Rute e Raquel em "Mulheres de Areia", escrita por Ivani Ribeiro, em 1973
Eva Wilma faz as gêmeas Rute e Raquel em "Mulheres de Areia", escrita por Ivani Ribeiro, em 1973

"Não tenho a menor dúvida de que ela representa um fenômeno da atual cultura popular. Procuro transmitir a emoção dos personagens que encarno. Isto pode parecer um frívolo programa de trabalho, mas que é através de múltiplos personagens que se pode até reformar o mundo. Talvez a telenovela dentro do esquema em que é feita, viva sua fase final", especula a artista.

Segundo o texto, "a atriz é do signo de Sagitário. Nasceu em São Paulo numa casa de esquina da Alameda Lorena com Melo Alves num dia 14 de dezembro. De seus primeiros passos, aliás de dança, semi-profissionais, aos 15 anos."

O perfil ainda relata os primeiros trabalhos da artista e de seu casamento -no período- com o também ator John Herbert, com quem contracenou no seriado "Alô Doçura".

Um comentário: